Já a este reino mágico ia dar um saltinho

Setembro 28, 2007 às 7:13 pm | Publicado em Cinema, Estreias | Deixe um comentário

Stardust é mais do que parece. Os que ficam cépticos perante a ideia de ver um conto de fadas em Robert De Niro é um pirata gay devem dar um salto ao reino de Stormhold. É mais ou menos isto…

Dois veteranos, mais algumas caras conhecidas e um conto de fadas que pretende reavivar a ingenuidade dos mais velhos. São estes os ingredientes para a poção mágica de Stardust. Está longe de ser o remédio perfeito mas acumula uns bons momentos de fantasia com direito a gargalhada. Os responsáveis pelo sucesso parcial: Robert De Niro e Michelle Pfeiffer.

Um muito rústico muro separa dois mundos opostos. De um lado, a típica aldeia medieval com a frágil e mimada donzela, o galã emproado e o desajeitado que quer conquistar a mais popular jovem senhora das redondezas. Tristan (Charlie Cox) promete a Victoria (Sienna Miller) que lhe trará uma estrela caída do céu no prazo de uma semana e em troca, ela assegura que irá casar com ele.

Tal como o seu pai um dia fez, o dito jovem pouco másculo atravessa a fronteira proibida e entra num reino de fantasia, cheio de monarcas fantasmas, bruxas envelhecidas e piratas pouco comuns. Tudo para trazer de volta à sua suposta amada o presente que ela exigiu. Como todos esperariam, a acção acaba por sofrer voltas e reviravoltas, encontros e desencontros que vão elevar a busca de Tristan a uma nova dimensão e a uma impressionante descoberta.

Quanto à estrela que justifica o nome do filme, chega sob a forma de uma muito loura Claire Danes com um sotaque britânico fruto de um enorme esforço. Mas Yvaine tem um problema: a personagem não consegue convencer o espectador sobre qual é a sua personalidade. Tanto viaja por algumas passagens ironicamente airosas como cai no ultra-romantismo.

Stardust é um conto de fadas baseado no livro de Neil Gaman, que dizem ser um Tolkien mais contemporâneo e bem ao jeito de As crónicas de Nárnia, apostando, contudo num caminho mais «adulto».

A ideia é misturar imaginários, entre reinos terrestres e aéreos e entre bons e maus da fita. A mistura nem sempre é a melhor, fazendo com que a história não pareça a mais consistente mas, a salvar a premissa, estão alguns grandes actores fora do seu registo normal. A bruxa mais maléfica de todas as bruxas maléficas, Lamia (Michelle Pfeiffer), entra num notável papel cómico e consegue oferecer uma personagem suficientemente sólida para guiar o filme. A maturidade da actriz parece ter-lhe dado uma maior liberdade para aceitar os papéis que lhe dão gozo fazer.

Mas o melhor de Stardust vem dos céus. De um barco que rasga os céus com um bando de patifes do mais macho que há no reino da pirataria comandados por um capitão que esconde um segredo temível para a sua dura reputação: é gay. De referir é também a pequena participação de Ricky Gervais (criador da série The Office) como um contrabandista de renome e com um registo cómico notável.

Pela cabeça dos mais atentos, decerto já terá passado a ideia de que poderão surgir semelhanças com o pirata mais popular de sempre: Jack Sparrow. No entanto, Robert De Niro, dá ao pirata Shakespeare, a genialidade do seu talento e torna-o no ponto alto de Stardust.

Tudo o resto, gira à volta destas estrelas maiores. Alguma patetice, muito sentimentalismo mas, afinal, é um conto de fadas e não é seu objectivo ser realista, é antes ser mágico.

Anúncios

Deixe um Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: