Hugh Grant de calças justas e Drew Barrymore hipocondríaca

Março 26, 2007 às 10:21 am | Publicado em Cinema, Estreias | 2 comentários

070209_musiclyrics_hmed_1phmedium.jpg

O relato da noite passada merece uma introdução ao ambiente da sala de cinema, algo que já se tornou hábito por aqui quando me incomodam durante a sessão.

Sessão das 22h no El Corte Inglés, filme de Domingo à tarde, o que, desde logo, pode propiciar algumas das situações que vou descrever a seguir.

Ao meu lado, um casal que fazia reparos do género “olha aquele do Raymond” e cujo membro masculino começou, a dada altura a trautear uma das músicas do filme para nunca mais parar. À frente falava-se como se ali estivesse uma mesa de café à luz clara do dia e, mais, atendia-se o telemóvel.

Nem o simpático vídeo dos sapinhos da Disney serviu para deixar algum sentimento de culpa aos roedores inveterados de pipocas.

Bom, mas vamos ao filme. Esta foi uma semana de comédias e, embora ainda queira espreitar Man of the Year, acabei por escolher este Music and Lyrics.

É uma comédia romântica com uma estrutura semelhante a todas as comédias românticas: dois estranhos que se encontram, partilham algo em comum, apaixonam-se, há uma viragem nos acontecimentos que se acaba por resolver em bem. Nada de novo.

O que é facto é que, visto com isso em mente, Music and Lyrics é bem simpático. Hugh Grant e a hipocondríaca personagem de Drew Barrymore têm uma química muito apelativa, há diálogos muito espirituosos que encaixam muito bem em duas pessoas que eu considero bons actores dentro de um género e, o melhor de tudo, há várias paródias ao panorama musical dos 80’s que funcionam bem. O videoclip da ex-banda de Hugh Grant é algo de tão idiota mas que acaba por responder a muitas das coisas que se passaram na década de 80.

É um filme leve, sem grandes preocupações estílisticas e que, a certa altura começa a exagerar nos números musicais mas é ideal para duas horas de descontracção e bastantes gargalhadas.

Logo mais, o desenvolvimento no Acabo de Ver.

Anúncios

2 comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Pois é. Eu estava lá. Eu assisti a tudo. Não é todos os dias que, pelo simpático preço de 5 euros, além do filme, ainda temos direito aos extras. A multimédia está avançadissima. Dantes, tinha de comprar o DVD para ter acesso a extras dos filmes, hoje em dia, são em tempo real.
    Eu estava lá, com a autora deste extremoso e mimoso blog.
    No capítulo UM, isto é, do lado direito o casal de meia-idade com desvaneios de adolescentes e risinhos de pita estérica. GENIAL.
    No capítulo DOIS dos extras, à nossa frente, não um, nem dois, muito menos três… cinco, atenção cinco amigos de Alex e, pasme-se… é verdade, uma delas atendeu o telemóvel durante o filme! Porquê? Porque o velhinho de 40 anos que vinha com ela não sabia ler a porcaria do bilhete e ver as filas (que por acaso estão iluminadas) e, não vai de modos. O que se faz? Liga-se para a mulher que está a ver o filme tipo “querida, estou perdido dentro desta sala grande e escura e tenho medo, diz-me onde estás” Impagável.
    No final, há um extra escondido. E é dos interactivos. Não resisti, fiz-me parte dos extras, e à saída, já na rua, enquanto passava de carro pelo capítulo UM, berrei no âmago da minha raiva…”PALHAÇOS”!!!!!
    Tenho dito

  2. Ena pá! O Rui inaugurou os comentários no meu humilde estaminé. Sim, senhor.
    E que valente comentário. Agora vê lá se continuas a passar por aqui. 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: