Depois da minha ausência, o Fantas

Março 4, 2007 às 3:46 pm | Publicado em Cinema, Festivais, Prémios | 1 Comentário

fantas.jpg

Escrevo-vos hoje sobre as resoluções do Fantas entregues ontem à noite.

Só um aparte antes. Ontem o dia foi um daqueles que gosto de chamar “do caraças”, de tal forma, que hoje aqui estou de mão ligada e pescoço dorido. Uma querida senhora (de notar que a senhora exigiu que a tratássemos por Doutora e referiu várias vezes que se o carro ali presente fosse o seu incrível Mercedes 200, nem um arranhão teria) decidiu, na Avenida de Roma, passar para a faixa da esquerda, onde eu já circulava há uns bons 500 metros. O problema foi que o decidiu fazer no preciso momento em que eu passava ao lado dela.

Como os travões não fazem milagres, lá foi chapa com chapa e uma bela batida no passeio que fez como que eu e as três amigas que seguiam comigo, acordássemos hoje com a sensação de que fizémos intenso exercício durante horas seguidas. Nada de mais. É o que importa.

Seguindo em frente. Ontem o Fantasporto consagrou como vencedor desta edição O Labirinto do Fauno de Guillermo Del Toro. Do filme já vos falei aqui e vou falar-vos amanhã no Acabo de Ver. Só posso reafirmar que o reconhecimento é totalmente merecido.

Também o fabuloso Sergi López, o capitão franquista de quartel general montado perto do labirinto levou o prémio para melhor actor. Uma das actrizes pertencentes ao elenco deste filme, Ariadna Gil, foi chamada da melhor actriz na selecção de cinema fantástico mas, não pela fita vencedora do Fantas. Distinguiram-na pelo papel em Ausentes de Daniel Calparsoro.

Guillermo Del Toro já tinha reinado no Fantas de 94 com o seu filme Cronos e voltou desta vez a brilhar. Pena que a cerimónia dos Óscares não lhe tenha permitido estar na abertura. Talvez para a próxima.

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Pois é colega, como sabes ontem fui ver “Ausentes” e “Isabella”.
    Da primeira fita destaca-se, sim senhora, a representação de Ariadna Gil, mas não gostei particularmente do filme. Para além de previsível é demasiado stressante, sem acrescentar nada de extraordinário por isso.
    “Isabella” é bom, mas estava à espera de mais acção. O melhor é mesmo é banda sonora, com um fado da mariza no final que nos deixa cheios de orgulho, caraças!
    Vi pouca coisa, mas gostei mais do “Time” e do “The red cockatoo”.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: