A tendência “altas horas” da nossa televisão

Janeiro 31, 2007 às 12:04 pm | Publicado em Cinema, Televisão | Deixe um comentário

Foi no fim-de-semana que a SIC estreou o GRANDE filme de Spike Lee, 25th Hour. Com um elenco de luxo, A Última Hora (o título em português) é um belo exercício de realização demorada, de digestão lenta, feita dos pormenores que só se notam se as imagens forem construídas dessa forma. É uma boa recensão sobre as últimas vontades de alguém que não as vai poder concretizar amanhã. Edward Norton, um dos melhores da sua geração e Philip Seymour Hoffman, o oscarizado por Capote. Rosario Dawson, que precisa que lhe dêem papéis destes e Ana Paquin, a menina de O Piano, agora crescida.

Ora vejam bem.

Agora reparem no horário que a estação programou para o passar: 1h35m da manhã. Fantástico! Primeiro as 30 novelas transmitidas em todos os outros dias e, só depois, um filme da qualidade deste. É assim por cá. Acontece o mesmo com muitas séries e com uma mão cheia de outras coisas que passam despercebidas devido ao mau alinhamento.

É por estas e por outras razões que eu vou ao cinema e compro DVD’s insistentemente.

Anúncios

Deixe um Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: